Equilíbrio

Equilíbrio

Luiz Paulo Martins

Uma visão mais dedicada ao passado nos revela a velocidade em que o tempo transcorre. Estamos correndo sempre atrás e nunca alcançamos. No final de cada período de tempo as pessoas costumam fazer um balanço de suas vidas, comparando o que foi planejado com o que foi conquistado. É natural, já que procuramos concretizar objetivos que acreditamos que possam nos trazer algo que chamamos de Felicidade. Esta palavra para muitos soa como uma certa utopia e para outros é considerada um desafio, batalhado com todas as armas.

É difícil escrever sobre algo que dificilmente será eterno. Felicidade eterna passa a idéia de paralisia, de que quando a atingimos, nada mais temos a conquistar, de que tudo está resolvido. Este pensamento encontra forças na própria característica do ser humano: a cada necessidade satisfeita surgem outras que reclamam a atenção. Podemos, é claro, ver tudo isto com um outro enfoque, depende de quem analisa.

Comparo a vida a uma grande montanha russa, cheia de altos e baixos. Momentos bons e ruins, alegria e tristeza, nascimento e morte, aprovado ou reprovado, vitória ou derrota, erros e acertos, ganhos e perdas. Tudo isto faz parte do Grande Espetáculo, do qual somos todos atores. Poderíamos dizer que nascemos todos os dias. Diariamente temos que nos levantar, encarar os nossos temores, derrotá-los, para depois depararmos com outras situações. E para vencermos esta eterna luta precisamos ter as armas à nossa disposição. Só assim teremos maiores chances.

Contudo, o que poderemos obter no final será uma sensação que não costumo chamar de Felicidade, mas sim de Equilíbrio. Vislumbro o Equilíbrio como sendo o controle, a harmonia com tudo que está ao redor. O Equilíbrio, ao contrário do que é considerada a Felicidade Eterna, pode esvair de nossas mãos. Por isso precisamos ter a capacidade de conservá-la conosco, todos os dias, a cada momento, a cada instante em que respiramos.

O Equilíbrio se mantém com o diálogo, com a compreensão, com o desprendimento, com a solidariedade, com a paciência nas horas mais tensas, sem nervosismo, com bom senso, com discernimento, com estudo, com a vontade de atingir o alvo, com respeito e com tudo aquilo que acreditamos que nos leva para o superior. O Equilíbrio é a calmaria no meio da tempestade. É ver as crianças brincando e ter a certeza de que tudo vai melhorar. É a fé, cultivada todos os dias. É a medicação da Felicidade em doses diárias.

Esta é minha mensagem, de alguém que deseja simplesmente que em todos os palcos deste Grande Espetáculo, as pessoas encontrem o momento que tanto procuram: o Equilíbrio.

Fonte: Ser Feliz – Artigos
Imagem: Google

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: