Entrevista de emprego: como detectar um chefe ruim

Entrevista de emprego: como detectar um chefe ruim

Talita Abrantes

Dos pronomes a maneira como o recrutador cumprimenta você, saiba quais são os sinais de que a relação com o futuro chefe será uma roubada. Como o candidato, recrutador também deve ser avaliado pelo candidato na entrevista.

Já se foi o tempo em que entrevista de emprego era sinônimo de colocar o candidato contra a parede. Os tempos mudaram e a economia carente de profissionais qualificados não chegou a inverter os papeis, mas revolucionou, sim, a relação entre recrutador e candidato.

Agora, a empresa e os chefes também são submetidos a uma bateria (sutil) de análises feitas pelos próprios candidatos. Afinal, se contratados, eles também sofrerão as consequências de uma decisão mal feita.

Pensando nisso, especialistas avaliaram quais são os sinais de que o estilo de gestão e profissional do chefe pode não ser muito conveniente para suas perspectivas de carreira e vida.

Evidentemente, ponderações devem ser feitas: “Há dias que a gente não acorda de bem com a vida. Isso afeta o humor e o estado de espírito”, diz Reinaldo Passadori, do Instituto Passadori. Ou seja, os hábitos listados abaixo e nas próximas páginas podem ser indícios de um determinado estilo ou perfil, mas não a palavra final sobre a empresa ou pessoa.

1. Não olha nos seus olhos

E não demonstra qualquer sintoma de empatia por você. “É o tipo que se mostra distante e não se interessa em deixar o candidato numa situação confortável”, diz Rafael Souto, CEO da Produtive.

Isso pode ser expresso no tom de voz do recrutador, geralmente, mais agressivo, e em alguns detalhes de postura, como olhar nos olhos ou cumprimentar com desdém.

“Ele não tem uma postura simpática, nem a leveza de quebrar o gelo”, diz Passadori. Na prática, a pessoa pode ter um estilo de liderança autoritário e até egocêntrico.

2. É uma metralhadora de perguntas ambulante

Nesse sentido, geralmente, este líder dá para a entrevista um tom de quase inquisição. “Ele não comenta as respostas do candidato ou, pior, não o deixa respondê-las completamente”, diz Passadori.

“O recrutador que não dá feedback, não exprime complemento para a resposta ou ainda mostra um certo desprezo pode ser um líder mais distante, desinteressado mesmo”, diz Souto, da Produtive.

3. Faz perguntas invasivas

Ainda nessa toada, geralmente, sinal vermelho quando o recrutador extrapola os limites do profissional e do pessoal. Mais e mais, as entrevistas de emprego exigem perguntas que contemplem a pessoa como um todo. Mas isso não significa que aspectos íntimos da sua vida devam virar pauta da entrevista.

O recrutador que entra por essa linha pode estar com más intenções ou que, simplesmente, quer sondar o quanto você gasta tempo com sua vida para além do trabalho.

4. Dá respostas evasivas

Por outro lado, um recrutador que responde com frases evasivas e monossilábicas pode indicar um chefe que não é aberto com a equipe. Ou alguém que ainda se apoia em uma postura extremamente fechada sobre os procedimentos e bastidores do trabalho.

5. Escolhe os pronomes “errados”

Fique atento também para as escolhas que o recrutador faz. Se ele prefere usar o pronome “eu” em vez de “nós” quando fala sobre conquistas do departamento, cuidado: o chefe pode ser individualista ou simplesmente não saber trabalhar em equipe.

Fonte: Exame
Imagem: Startup Agents

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: